Bambas caem no samba para celebrar a alma carioca do Cristo Redentor

Inaugurado em 12 de abril de 1931, o Cristo Redentor faz 90 anos com trilha sonora renovada para a celebração do aniversário.

Em rotação desde a noite de domingo, 26 de setembro, o single Alma carioca, Cristo Redentor saúda a estátua art déco que retrata Jesus Cristo e que, além de ter se tornado um dos símbolos da cidade do Rio de Janeiro (RJ), virou cartão-postal capaz de identificar o Brasil no mapa-múndi.

A música oficial dos 90 anos do Cristo Redentor é samba inédito composto pelo bamba Moacyr Luz – em apenas um dia, de acordo com nota oficial sobre o single – e gravado por Bruno Gouveia, Diogo Nogueira, Fagner, Fernanda Abreu, Jorge Aragão, Maria Rita, Mart’nália, Padre Omar, Paula Toller, Sandra de Sá, Toni Garrido, Xande de Pilares e Zeca Pagodinho, além do próprio Moacyr Luz.

A gravação de “Alma carioca, Cristo Redentor” evolui na cadência bonita do samba mais tradicional, quebrada somente pela evocação do rap e do funk feita por Fernanda Abreu, a eterna garota carioca.

Posts recentes