Relacionamentos nos aplicativos de pegação

1 – Você não tem um tipo (nem ninguém tem) Pode caprichar na foto do perfil, sem problemas! Mas saiba que a foto dos outros usuários afeta a forma como a sua é vista. Segundo estudo da revista Nature, os rostos que você vê antes nos apps influenciam o quão atraente acharemos o próximo perfil. Quanto menos seu tipo fizerem as pessoas que aparecem antes de um perfil, mais interessante o próximo parecerá.

2 – Opostos nem sempre se atraem Pode até ser benéfico ter alguns traços de personalidade bem distintos do seu par, mas nem sempre opostos se atraem. Assim, os melhores traços para ter em um parceiro dependem do seu próprio caráter. Para aqueles que são mais carentes e têm medo de serem abandonados, por exemplo, buscar nos apps alguém que tenha um perfil parecido é muito mais benéfico do que buscar um oposto.

3 – Muitos matches, nenhum encontro Você adora dar match nos aplicativos e se empolga para o date rolar o quanto antes? Nem todo mundo é assim. Segundo pesquisa do Pew Research Center, um terço das pessoas que utilizam serviços online de relacionamento (ou 66% dos participantes da pesquisa) disseram que nunca foram a um encontro com alguém que conheceram online. Se eles têm planos de mudar isso ou se o motivo é receio ou preguiça, a pesquisa não explica.

4 – Ajudinha extra no perfil Tem quem crie e administre sozinho o seu perfil nos apps, mas também há aqueles que pedem uma ajuda aos amigos para ter uma conta que chame mais atenção. Um em cada cinco usuários de apps (22% dos participantes do estudo) disse que já pediu para algum amigo parar criar ou revisar o perfil criado nos apps. As mulheres são mais propensas a fazer isso, 30% das entrevistadas já fizeram, comparado a 16% de homens.

Posts recomendados