Roupas e objetos de Amy Winehouse vão a leilão e devem arrecadar cerca de US$ 2 milhões

Do vestido que Amy Winehouse usou em seu último show, em Belgrado, em 2011, aos livros, discos e bolsas que pertenceram a ela, muitos dos objetos da cantora britânica morta há dez anos estarão à venda na Califórnia em novembro.

A casa de leilões de Julien’s exibe a partir desta semana, em Nova York, mais de 800 artigos pessoais – como vestidos, corpetes, calças, shorts, sapatos, roupas íntimas, óculos, instrumentos musicais, livros e discos.

Os itens são estimados em até 2 milhões (cerca de R$ 11 milhões), antes do leilão, que acontecerá em Beverly Hills de 6 a 7 de novembro.

Os pais de Amy Winehouse, Mitch e Janis, pretendem, com esta venda, preservar “a herança e a memória” de sua filha e arrecadar recursos para sua fundação que ajuda jovens dependentes de drogas e álcool.

A artista britânica, que ganhou vários prêmios com seu álbum “Back to Black” em 2006, nunca escondeu suas experiências pessoais de dependência do álcool e das drogas em suas canções impregnadas de jazz e soul.

Posts recentes